EXCESSO DE PESO E OBESIDADE PODE CAUSAR DISFUNÇÃO ERÉTIL?


disfunção

Sim! Diversos estudos correlacionam o sobre peso e a obesidade como fatores de risco para disfunção erétil.


O aumento da gordura corporal está diretamente ligado ao nosso estilo de vida, ou seja, o alto consumo de carboidratos simples, gordura saturada e a ausência de atividade, contribuem para o ganho peso e principalmente para a obesidade central (acúmulo de gordura na região abdominal).


O acúmulo de gordura na região abdominal é um fator de risco para a disfunção erétil em indivíduos acima do peso ou obesos, pois a obesidade central pode causar impotência arteriogênica (deficiência de fluxo sanguíneo para o pênis) ou pela redução no nível de testosterona, como citado no por Maiorino e colaboradores no Jornal of Andrology (2014).


E como isso acontece?


A obesidade gera um quadro inflamatório crônico e persistente, pela ativação do nosso sistema imunológico e aumento da produção de células de defesa. Essa inflamação pode causar lesão endotelial (camada que reveste os vasos sanguíneos), essa lesão no endotélio vai reduzir o fluxo sanguíneo e a produção NO (oxido nítrico), que é um importante vaso dilatador ligado à qualidade e a capacidade de ereção. Como podemos observar diversos mecanismos patológicos ocasionados pelo excesso de peso, podem provocar disfunção erétil ou queda no rendimento sexual.


Mas qual é a solução para o problema?


É mais simples do que se imagina! No topo das pesquisas a resposta é unanime, quando o fator causador da disfunção erétil é a obesidade, mudança no estilo de vida! O primeiro é ajustar a alimentação, reduzir o consumo de carboidratos simples, reduzir o consumo de gorduras saturadas, reduzir o consumo de embutidos e comidas enlatadas. Praticar atividade física de forma regular, pelo menos três vezes na semana. A associação de todos esses fatores contribui para uma melhora na capacidade e desempenho sexual. Antes de tudo procure profissionais para que possam lhe auxiliar e orientar da melhor forma possível para assim ter melhores resultados.


Referências:

Corona et al. Erectile dysfunction and central obesity: an Italian perspective. Asian J Androl. 2014 Jul-Aug; 16(4): 581–591.

Maiorino et al. Lifestyle modifications and erectile dysfunction: what can be expected? Asian J Androl. 2015 Jan-Feb; 17(1): 5–10.

Katib A. Mechanisms linking obesity to male infertility. Cent European J Urol. 2015; 68(1): 79–85.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square