Beta-alanina e redução da fadiga.

A beta-alanina é um aminoácido não essencial que

beta-alanina

exerce uma dupla função: redução da produção de ácido de lático e aumento de energia. Isso acontece por causa de seu efeito tamponante sobre o lactato, que é um dos principais substratos produzido durante a produção de ATP (adenosina tri-fosfato), quanto sinalizamos a via glicolítica anaerobia. Que é de suma importância para produção de energia durante um treino de musculação.


Quando iniciamos um treino de levantamento de pesos, precisamos da via glicolítica anaerobia para produzir energia de forma rápida, qual dará suporte para que consigamos levantar os pesos e da continuidade ao exercício.


A medida que vamos utilizando essa via, vamos aumentando a produção de lactato, que será convertido em ácido latico e posteriormente irá sinalizar a fadiga. Uma situação clássica que acontece com todo mundo durante um treino de bíceps, geralmente nas ultimas repetições o músculo começa a queimar e imediatamente temos que parar com o exercício. Isso acontece pelo excesso de ácido lático.


A beta-alanina reduz a produção de lactato e posteriormente a produção de ácido lático, reduzindo a fadiga e aumentando o tempo de contração muscular e consequentemente facilitando a hipertrofia muscular.


A posologia de beta-alanina pode variar de 3g a 6g por dia, geralmente utilizada de 30 a 40 minutos antes do treino. Se o individuo não tiver alergia ou sensibilidade, não existe contra indicação a esse aminoácido. Porém sempre consulte seu nutricionista para fazer ajuste da dose e julgar o melhor momento para você utilizar.


Espero que tenham gostado desse texto e até a próxima.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags