CITRUS AURANTIUM


CITRUS AURANTIUM

Citrus aurantium é uma planta medicinal originada na Ásia, também conhecida como laranja-azeda, amarga ou de Sevilha. É usada como medicamento pela Medicina Tradicional Chinesa ou como suplemento dietético fornecendo diversos benefícios, principalmente o de auxiliar na perda de peso.


Laranja-amarga é uma planta medicinal, também conhecida como laranja-azeda, laranja-cavalo e laranja-da-china, muito utilizada como um suplemento dietético no tratamento de indivíduos obesos por possuir ação inibidora do apetite.


A planta pode ser aproveitada inteiramente, sendo usadas suas folhas, flores, frutos e sementes para o consumo. Possui frutos arredondados com a casca grossa e amarga e contém a polpa muito ácida e suculenta, mais produzidos durante o outono e inverno.


A laranja-amarga serve para tratar obesidade, prisão de ventre, dispepsia, diurese, estresse, escorbuto, gripe, insônia, acúmulo ácido úrico, febre, gases, artrite, dor de cabeça, distúrbios metabólicos, doenças respiratórias e cólera.


As propriedades da laranja-amarga incluem a sua ação antiartrítica, alcalinizante, rejuvenescedora, laxante, inibidora do apetite, anti-inflamatória, anti-reumática, anti-séptica, aperiente, calmante, antiúlcerogência, digestiva, relaxante, sudorífica, sedativa, febrífuga, estomacal, diurética, depurativa, carminativa, vermífuga, vitamínica, antidepressiva e antiescorbútica.


Devido à presença de substâncias ativas chamadas aminas adrenérgicas (estrutura similar da sinefrina) em sua composição, principalmente na casca, o uso da planta pode ser um grande aliado na perda de peso. A sinefrina age no sistema nervoso central (SNC) e através de efeitos adrenérgicos, tem capacidade de aumentar o metabolismo e a quebra de gorduras, reduzindo o apetite e estimulando a queima de gordura corporal.


Além disso é capaz de proporcionar a redução da motilidade gástrica, ou seja, o tempo gasto no processo de digestão. Essa redução estimula uma menor ingestão de alimentos, que também resulta na perda de peso. No entanto, o uso deve ser feito com cuidado, já que produz efeitos negativos na pressão arterial e batimentos cardíacos.


Embora não haja consenso sobre a dosagem regular para o consumo por via oral de produtos feitos a partir do suco e/ou extratos concentrados da casca do citrus aurantium, fala-se em uma quantidade que varia de 100 a 150 miligramas, a serem ingeridas de duas a três vezes por dia.





Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square