Os benefícios da uva.


A uva é uma fruta rica em antioxidantes, que são encontrados principalmente em sua casca, folhas e sementes, proporcionando diversos benefícios para a saúde, como prevenção do câncer, diminuição da fadiga muscular e melhora do funcionamento do intestino. Cada variedade de uva possui propriedades específicas, podendo ser obtida maior quantidades de benefícios quando são consumidas uvas verdes e roxas.


Todos esses benefícios se devem ao fato de que as uvas, principalmente as roxas, são ricas em taninos, resveratrol, antocianinas, flavonoides, catequinas e outros compostos que proporcionam suas propriedades bioativas. Essa fruta pode ser consumida de diversas formas, como em doces, geleias, bolos, pudins e, principalmente, para fabricação de vinhos.


Quando falamos em propriedades nutricionais da uva, para muitos vem à mente a ideia do consumo de uma pequena taça de vinho. Entretanto, os efeitos positivos desse alimento estão associados não só ao vinho e ao suco de uva, mas também ao fruto in natura, seja a uva roxa ou verde/branca.


Tipos de uva:


A uva verde e roxa são espécies distintas, e no processo de amadurecimento, sofrem alterações na coloração, quanto mais vívido o tom da uva, mais madura ela estará, com consistência mais amolecida e sabor adocicado.


Benefícios da uva:


Não só pelo sabor a uva vem conquistando espaço, vários efeitos benéficos à saúde têm sido atribuídos aos compostos fenólicos presentes em sua composição, tais como:


Efeitos antioxidante


Ação anti-inflamatória


Antimicrobiana (inibe o desenvolvimento de micróbios)


Anticarcinogênica (atua na prevenção do câncer).


Atualmente, o bioativo resveratrol é o polifenol que atraiu mais atenção, pois estudos mostram uma relação inversa entre o consumo desse bioativo e surgimento de doenças cardiovasculares. Isso porque está associado a:


Melhora na dilatação dos vasos sanguíneos


Diminuição da oxidação do colesterol "ruim" (LDL)


Atuação no sistema regulatório da pressão arterial, auxiliando no controle da mesma, devido a maior vasodilatação das artérias.


Os polifenóis da uva também possuem efeitos antioxidantes e auxiliam:


Combate a radicais livres, com efeito protetor a parede dos vasos e no envelhecimento celular, A vitamina C, também presente na uva, contribui para: Bom funcionamento do sistema de defesas imunológicas.


Melhor absorção do ferro alimentar:


O consumo de uvas frescas ou sucos da fruta integral também garantem a ingestão de vitaminas do complexo B e minerais como ferro, cálcio e potássio. No entanto, os sucos possuem menor quantidade de fibras devido ao processamento, além de conterem maior quantidade calórica por porção, por isso devem ser incluídos com equilíbrio na dieta. Por serem líquidos, não exigem o processo de mastigação, um dos responsáveis por promover maior saciedade, e isso pode aumentar a ingestão de calorias da refeição.


Como ingerir:


A fruta in natura continua sendo a melhor forma de ingerir bons nutrientes, e no caso da uva é indicado o consumo da casca, já que nela e nas sementes estão concentrados a maior quantidade de polifenóis.

Escolha da uva


Uma dica importante na escolha da uva ou do suco é analisar a coloração, pois normalmente, uvas com baixos teores em pigmentos são também deficientes em açúcar e excessivamente ácidas, de modo que a cor é também um bom indicador da qualidade geral do produto.


Uvas cabem na dieta durante todo o ano, no entanto a época boa para aumentar o consumo é no seu período de boa safra, no verão, entre os meses de janeiro e março, época em que as uvas se encontram mais maduras, adocicadas, e costumam sofrer uma queda de preço devido a durabilidade mais baixa no mercado.


Uvas roxas:


As uvas roxas são especiais principalmente por serem a maior fonte de resveratrol, um poderoso antioxidante que está presente em grandes quantidades na sua casca. Ela traz benefícios como:

Prevenir câncer, por ser rica em resveratrol e compostos fenólicos, antioxidantes que mantêm o desenvolvimento adequado das células;


Prevenir doenças cardiovasculares: seus componentes antocianinas, taninos e flavonoides ajudam a relaxar os vasos sanguíneos e a evitar o aparecimento de aterosclerose;

Melhorar o intestino: especialmente quando consumidas com cascas e sementes, o que aumenta o seu teor de fibras;


Prevenir anemia: por ser rica em ácido fólico. As uvas roxas passam o resveratrol para o vinho tinto, e por isso o consumo moderado de vinho também ajuda a prevenir câncer e doenças cardiovasculares. Saiba quanto consumir por dia. A quantidade de polifenóis varia entre a uva verde e a roxa, tendo sido observado que o extrato de uva branca possui entre 1,6 e 10,4 mg/L e a uva roxa entre 21,2 e 24,6 mg/L.


Uvas verdes:


As uvas verdes são mais fáceis de plantar e seus frutos estão presentes praticamente durante todo o ano, trazendo benefícios como:


Melhorar a circulação, por ser rica em minerais como ferro e potássio, que aumentam a oxigenação das células;


Prevenir câncer, pois também são ricas em antioxidantes como catequinas e vitamina C;

Controlar a glicemia, pois contém menos açúcar que as uvas roxas e é rica em vitamina B1, importante para o processamento de carboidratos no organismo;


Manter a saúde dos ossos, por ser rica em vitamina K e B1, importantes para aumentar a fixação de cálcio na massa óssea.


É importante lembrar que os sucos de uva, especialmente os integrais, possuem uma alta concentração do açúcar dessa fruta e baixa quantidade de fibras, o que favorece o descontrole da diabetes e o aumento do peso.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags